quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Resenha: O Medalhão de Fênix


Páginas: 139
Gênero: Ficção, Aventura, Fantasia, Literatura Infanto-Juvenil
Nota: (3/5)
Editora: Clube de Autores
Edição: 1 (2015)

SINOPSE: É como um grande conto, tem lealdade, honra e lutas, mas é bem ameno. A história ocorre em outro planeta, muito distante, porém as pessoas não se diferem muitos das da terra. Nesse mundo se encontram muitas magias e poderes incultos. Além de lugares incríveis. Ela conta a história de Lúcia, filha de um mago, e a única esperança do mundo contra um grande mal, Ergon, um mago forte dono de um medalhão capaz de montar um exército do barro. A escrita do livro é bem objetiva, tendo como público-alvo os jovens.


O conto trata da batalha do bem contra o mal, da superação de limites... até onde podemos ir em prol de um bem maior. Uma batalha que tinha poucas chances de vitória mas que, graças a união, teve um desfecho diferente... repleta de personagens e cenários surpreendentes.

A trama do conto é ótima, contudo, achei a narrativa um pouco cansativa e repetitiva. Tive a impressão de ler mais de uma vez a mesma passagem. Ainda assim a curiosidade me fez lê-lo até o final, levando-me a uma viagem com vários seres místicos que mostraram o valor da lealdade e da amizade.

Mesmo achando-o cansativo, a leitura valeu a pena, fazendo-me refletir sobre nosso cotidiano, sobre a sociedade atual, onde é comum vermos guerras por poder e onde muitos se assustam e estranham quando alguém auxilia o próximo apenas pelo prazer de fazer o bem.

Para adquirir o livro, clique aqui.