sábado, 16 de junho de 2018

Parceria: Autora Giuliana Sperandio



     Nascida em 1986, a Carioca Giuliana Sperandio mora há quase quinze anos em Santa Catarina. Esposa e mãe, ama fazer novas amizades e divulgar a literatura nacional através do seu “blog” Clube do Livro e Amigos. A sua estreia como escritora foi em 2015 com a publicação de contos na “Amazon” e no “Wattpad”. Participou das antologias “Através da Escuridão” em 2016, “Bastidores, um dia na vida de um blog literário” que foi publicada pela Editora Illuminare e também organizou e participou pela Editora Sinna da Antologia “Entre Amigos”. "Violet" é o seu primeiro romance solo publicado, que estará em Pré-venda a partir do dia 20 de Junho.



     SINOPSE: Ela só queria fugir do seu passado e recomeçar uma nova vida. Os ventos do destino a levaram para o coração de uma cidadezinha pitoresca chamada Holambra, onde a esperança tem cheiro de flores. Ele é um viúvo que perdeu o seu grande amor, vivia apenas por sua filha e tinha perdido a fé em recomeços. Duas histórias que se encontram, dois corações marcados por dores. Seriam eles capazes de enxergar os planos do destino para suas vidas? O perdão é a chave, a esperança é a porta. Será que eles estariam prontos para atravessá-la juntos? SKOOB 

CONTATOS:

* E-mail: giulimaiergmail.com



     Ainda teremos muitas novidades sobre nossa Giuliana, aguardem!




quinta-feira, 7 de junho de 2018

Lançamento da Antologia PLAYLIST – CONTOS MUSICAIS


PLAYLIST é uma das antologias de contos mais aguardadas do ano de 2018. Desde que seu edital foi publicado, em meados de 2017, a expectativa sobre o projeto rodeou o imaginário do público e dos escritores que tinham interesse em participar. Entre idas e vindas, o responsável pela organização do livro, autor Raphael Miguel (O Livro do Destino; Planeta Brutal; Os Supremos), selecionou um time de 27 autores entre mais experientes e iniciantes, garantindo a qualidade final da coletânea.

“Sobre a seleção da Playlist, gosto de dizer que fui bem rigoroso. Planejei uma espécie de tabela onde a nota de corte era elevadíssima e avaliei diversos aspectos que iam desde a escrita em si até a forma como abordaram o enredo.”  

O livro ainda conta com o prefácio de Arisson Tavares (Evolução Decrescente; No Vermelho), comentários de Judie Castilho (Sob a Luz da Galáxia) e sinopse de Morgana Brunner (Blog Segredos Literários).

“Desde que passei a construir o embrião do que seria a Playlist, em conjunto com a Editora Rouxinol, já imaginava alguns nomes que gostaria muito de ver abrilhantando o projeto. Assim que tive a oportunidade de chamar grandes parceiros como o Arisson, a Judie e a Morgana, não pensei duas vezes, só disse: quero!”

O evento de lançamento já tem data, horário e local para acontecer! Dia 16/06/2018, a partir das 15h00, na Livraria Martins Fontes Paulista (Avenida Paulista, n. 509, na cidade de São Paulo). Quem comparecer poderá pegar autógrafos com os autores e participar de um bate-papo.

“Quando comecei minha carreira literária, fiz uma espécie de turnê em várias livrarias de São Paulo. Foi aí que me apaixonei pela Martins Fontes, um ambiente aconchegante e charmoso. Fazer um evento de lançamento naquele lugar se tornou um sonho para mim e agora vou poder realizar.”

O exemplar está em pré-venda no site da Editora Rouxinol pelo preço de R$ 35,00 e frete grátis. Link: https://www.livrariarouxinol.com/pre-venda-playlist-contos-musicais


*Ficha técnica de Playlist – Contos Musicais:

Título: Playlist – Contos Musicais
ISBN: 9788559940176
Lançamento: junho/2018
Gênero: Drama; Romance
Páginas: 228
Acabamento: Brochura
Sinopse: "Faça sua playlist e ligue o som. Está na hora de se aventurar por vários ritmos musicais em formas de contos, que nos deixam afoitos e inconsoláveis diante de suas intensidades. Não desligue o rádio até terminar, senão perderá todo o encanto que encontrará em cada linha."
Organizador: Raphael Miguel

*Contos e os Autores participantes:

- Uma Bela Morte – Anthony Bernal;
- Feita de Música – Laura Florêncio;
- Quando a Música Acabar – Camila Sasdelli;
- Apenas 10 minutos – Cacio Silva;
- Carnaval de Salvador – Artur Laizo;
- A Violinista do Oriente – W. A. Niyama;
- Uma Noite Mágica – J. M. Saquetti;
- Sob o Sol – Little Krad;
- No Ritmo de Um Sonho – Deborah Petrova;
- Janela Aberta – Patrícia Vahl;
- Um Sopro de Vida – Ricardo de Jesus;
- A Promessa – A. C. Nunes;
- Sol e Lua – Elyonay Souza;
- A Canção da Laura – Ricardo R. P. Resende;
- Fogo – Bianca Nunes;
- Resposta – Talita Facco;
- Lembranças – Vanessa Nunes;
- O Céu Continua Azul – Ana Carolina Dias;
- O Ritmo do Presente – Bernardo;
- Quero Ser Ziggy Stardust – C. B. Kaihatsu;
- O Último Show – Renata Maggessi;
- Anamania – Rodrigo Ortiz Vinholo;
- Flocos ou Napolitano – Luis Enrique Kato;
- Contra Todas as Probabilidades – Jhonatas Nilson;
- Uma História de Amor – Natasha Chanoski;
- Contando as Horas – Daya Alves;
- Qual é o Time? – Guilherme Cepeda;
- O Súdito do Rei – Raphael Miguel;

*Sobre o Organizador:

RAPHAEL MIGUEL iniciou sua carreira literária a partir de diversas publicações em antologias de contos e poemas sobre os mais variados temas, recebendo alguns prêmios literários na categoria e somando um total de mais de 30 trabalhos em 2 anos de carreira. É autor de quatro livros-solo publicados até o momento: O Livro do Destino (fantasia contemporânea, 2016); Ácido & Doce – A Rosa Fatal (2017); 5 CINCO (2017) e Planeta Brutal (2017), além de idealizador da coletânea Os Supremos (2018). Possui diversos projetos literários em andamento, sendo PLAYLIST (2018) sua primeira antologia como organizador.


segunda-feira, 23 de abril de 2018

Primeiras Impressões – NIHIL


Autora: Carolina Mancini
Editora: Estronho
Páginas: 156
Sinopse: Enclausurado por muito tempo, o ser humano definha. Do lado de fora, uma espessa neblina dominou países inteiros. Ela mata quem se arrisca a desbravá-la, espalha vísceras, sangue e entrega os gritos a um estranho lugar sem cheiros, sons, luz ou escuridão. Do lado de dentro os sobreviventes enfrentam sua subsistência. Não há água encanada, ondas de rádio ou energia elétrica. Falta comida e os sentimentos são confusos e intensos. Não há sol ou chuva para se observar. Não há divisão entre dia ou noite. Os relógios estão parados e qualquer esperança já se fragmentou, mesmo que alguns ainda esperem por algo que já nem sabem se existe ou mesmo se tem um nome. SKOOB 

     Tive o prazer de ler o início de Nihil, novo livro da autora Carolina Mancini, que já se encontra em pré-venda. As produções da autora costumam ser de grande impacto e envolvem o leitor de uma forma onde não existe volta. Com Nihil não foi diferente, fui tragada para a história, tive medo da neblina que se apossou daquele mundo, fiquei angustiada e senti a dor dos personagens.

     Qual o sentido da vida e do viver? Damos mesmo valor à vida e aos relacionamentos? Aqui, vemos no que se transforma a vida – se é que podemos chamar assim – de pessoas que tiveram sua liberdade de ir e vir anulada por uma neblina que dominou a atmosfera e que mata aqueles que tentam por ela passar. O que resta a elas é viver trancadas em suas casas ou abrigos, sem energia elétrica e com poucos mantimentos. A linha entre o viver e o morrer é muito tênue, mas ainda existe ali uma vida, ou elas apenas sobrevivem? Existiriam outras pessoas na mesma situação ou todos os outros sucumbiram ao desespero e à neblina?
    Terminei a leitura em pouquíssimo tempo, com o peito transbordando de angústia e ansiando por mais páginas. A autora nos presenteia com uma narrativa forte, viciante e perturbadora, onde os sentimentos são quase que palpáveis e o sofrimento dos personagens tornam-se reais para o leitor. Se em apenas 44 páginas pude me sentir assim, imagino o quão forte deva ser o sentimento com a finalização desta leitura e as ricas reflexões que com certeza dela virão.
     O livro está em Pré-venda, você pode adquiri-lo com a autora ou no site da Editora Estronho.

*Sobre a Autora:
     Carolina adotou o sobrenome Mancini em homenagem à avó com quem passava grande parte de seus dias durante a infância. Formada em teatro, é professora de artes na rede municipal de São Paulo.
     Participou por três anos com textos e ilustrações quinzenais para o site Quotidianos e escreveu a história juvenil O Mirante do Tempo, para o folhetim do Jornal de Brusque.
     Publicou seu primeiro romance de fantasia “Dias de Chuva” em 2016, pela Editora Estronho, além de ter participado de antologias de fantasia, terror e poesia. De maneira despretensiosa, atualiza contos em seu perfil do Wattpad e vídeos no Youtube, e este ano (2018) retorna para o terror com o lançamento de Nihil, também pela Editora Estronho.
     Acompanhe o trabalho da autora: Blog  / Facebook  /  Instagram



sexta-feira, 20 de abril de 2018

Resenha: As Estações do Medo

Exemplar recebido em parceria com
a Editora Xeque-Matte
Autores: Pablo Madeira, Renan Merlin, Helena Dias e Lucas França
Editora: Xeque-Matte
Páginas: 204
Ano: 2017

SINOPSE: Fontesville é uma pequena cidade escondida no mapa, mas ao contrário de ser uma localidade pacata, ela possui muitos segredos sombrios que podem afetar a vida de quem se atreve a fazer uma parada em seus domínios. Não importa a estação do ano, o medo impera todos os dias, e os estranhos habitantes sempre tem alguma coisa a esconder. Sangue, possessão, ocultismo, espíritos e muitos mistérios aguardam os visitantes. Tente não se demorar na cidade, ou você pode ser o próximo a vivenciar o horror e sentir na pele os piores segredos que uma pequena cidade pode esconder. SKOOB 

     A Editora Xeque-Matte sempre nos presenteando com novidades!

     As Estações do Medo é uma antologia composta por quatro contos que se interligam, cada um deles escrito por um autor. A combinação não podia ter dado mais certo, e fomos nós, leitores, quem ganhamos. Neste livro conhecemos Fontesville, uma cidadezinha perdida no mapa e com moradores pouco hospitaleiros, principalmente com forasteiros curiosos que tentam descobrir os mistérios do local.
     Durante a leitura, somos levados a uma viagem pelas estações do ano, cada uma com seus mistérios sendo revelados e nos encaminhado para algo bem maior. Na medida em que vamos tomando conhecimento dos fatos, mergulhamos mais ainda em um mundo onde o mal é real e está à espreita da primeira oportunidade de se tornar mais forte.

“O velho pegou o garfo e a faca, cortou um pedaço e começou a comer vorazmente.
Mastigava saboreando aquilo que, para ele, era uma iguaria. Um filete de sangue escorreu pelo lábio inferior indo ao encontro do queixo. Ele pegou o guardanapo e limpou a sujeira, mas ainda assim uma suave mancha avermelhada permaneceu em sua pele” (Primavera – Pablo Madeira)

“O mal deve ser cortado pela raiz, caso contrário, um broto satânico pode nascer mesmo que a terra não seja fértil.” (Verão – Renan Merlin)

     O mal é algo intrínseco ou não ao ser humano? Ele é apenas sobrenatural? Foram as perguntas que me fiz durante a leitura. Esta, um tanto perturbadora, mas ao mesmo tempo viciante. Uma família que se alimenta de carne humana; um ritual, que anteriormente fora interrompido, continua vivo para que seja finalizado com as pessoas certas; um orfanato cujo local esconde mais um segredo, uma criança vinda de fora da cidade. Uma força oculta ronda Fontesville e ganha mais força com o passar das páginas.
     Os personagens criados instigam nosso imaginário, visto que, muitas vezes não sabemos até que ponto são realmente bons, ou maus, dependendo do ponto de vista. A descrição das cenas é um caso à parte, que tornou tudo ainda mais visceral, real, até mesmo perturbador. O final do livro me surpreendeu, realmente esperava algo bem diferente. Mas não se preocupem, foi uma boa surpresa! O mal sempre vence?

“O ritual estava iniciado, e eu podia sentir os fios espessos de sangue descendo pelos meus ouvidos a cada repetição do cântico.” (Outono – Helena Dias)

“Eles não faziam ideia de que o resquício daquele episódio doentio e sangrento tinha ficado para trás, muito menos nas mãos de uma criança de dez anos de idade, afinal de contas, Kevin segurava um dos objetos com o sangue do homem que um dia fora esquartejado naquele mesmo quarto” (Inverno – Lucas França)

     O prefácio do livro foi escrito por Ananda Veloso, autora da Trilogia Círculo dos Imortais e, já nele, o leitor poderá ter uma ideia do que o aguarda.
     Mesmo sendo contos de autores diferentes, cada um com sua forma pessoal de escrita, a conexão entre eles foi impecável, dando ritmo, continuidade e um nível de suspense à história que prende qualquer leitor fã de suspense e terror.

Para adquirir o seu clique aqui.