domingo, 17 de junho de 2018

Resenha: HOTEL CALIFORNIA – Parte I: O Mal à Espreita

Exemplar cedido pela Editora.

Autora: A. C. Nunes
Editora: Xeque-Matte
Páginas: 228
Ano: 2017

SINOPSE: Álvaro Klein e sua esposa reúnem alguns amigos para passarem o feriado prolongado de Corpus Christi em sua casa de veraneio, no interior do estado. Por causa de um problema mecânico no carro, eles se veem obrigados a pernoitar no Hotel Califórnia — uma imponente e luxuosa construção no alto da montanha, afastado de tudo e de todos. Enquanto seu meio-irmão, Philip, viaja até a cidade mais próxima em busca de ajuda, o restante do grupo aproveita as mordomias oferecidas pelo estabelecimento. Mas, quando um deles morre brutal e misteriosamente, o pânico toma conta do ambiente. A polícia é acionada, e todos são impedidos de deixarem o local para que possam prestar esclarecimentos sobre o crime. E é aí que a noite deles se torna a mais aterradora de suas vidas. Em meio a eventos sobrenaturais, Álvaro e seus amigos presenciam morte atrás de morte. Enquanto tentam de todas as maneiras preservar suas vidas, surge a eterna dúvida se o grupo está lidando com um assassino cruel e psicopata ou alguma entidade sobrenatural enfurecida com suas presenças. SKOOB 

     Um feriado prolongado, um grupo de amigos e uma casa de veraneio... uma tríade que nos leva a pensar em descontração e descanso, ao menos essa era a ideia...

“E ela sabia: o pior inimigo é sempre aquele que não se pode ver.”

     Álvaro, sua esposa Ágata e mais alguns amigos iriam aproveitar o feriado de Corpus Christi reunidos em uma linda casa. Com tudo organizado, deu-se início à viagem. O que não esperavam era que o carro desse problema em meio a uma estrada praticamente deserta. Por sorte – ou não – foram socorridos por Mônica, gerente do luxuoso Hotel California, e assim conseguiram um local onde se abrigar e descansar até que o problema fosse resolvido. O grupo ficou maravilhado com o hotel e nenhum deles podia imaginar o que estava por vir, uma força sobrenatural causaria uma onda de verdadeiro terror no decorrer da noite, nenhum hóspede ou funcionário daquele local estaria a salvo, sangue seria derramado e não seria pouco.

“Mas do outro lado, com um sorriso diabólico, estava seu maior pesadelo. Não teve tempo de gritar – ele tapou sua boca antes, com uma força sobre-humana. E a arrastou de volta ao banheiro para um terrível destino.”

     O enredo é simples e o ritmo da narrativa, permeado por suspense e terror crescentes, prende o leitor mais e mais a cada página. A autora escreve de tal forma que nos leva a imaginar vivamente cada cena, não apenas como em um filme, mas como se também estivéssemos participando de todo o desenrolar da história. A. C. Nunes não poupou o leitor, medo e angústia foram palpáveis durante a leitura e interrompê-la era sempre um sofrimento. Os personagens tiveram suas personalidades exploradas superficialmente, mas em nenhum momento isso atrapalhou a história. Para os amantes do terror sobrenatural, esse livro é uma ótima dica! Estou ansiosa pela continuação, “Hotel California – Parte 2: A Origem do Mal”, pois, como toda boa leitora, preciso de respostas! rsrs
 
     Ficou curioso? Adquira o seu clicando aqui