quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Resenha: Caixa de Pássaros


Autor: Josh Malerman
Título Original: Bird Box
Páginas: 272
Gênero:Ficção
Editora: Intrínseca
Nota: (5/5)
SINOPSE: Romance de estréia de Josh Malerman, Caixa de Pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune nem sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e seus dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e todos morrerão.


A história começa na descoberta da gravidez de Malorie, em meio a diversas notícias veiculadas pelas mídias, de que pessoas pacatas e sadias estavam perdendo sua sanidade mental e se suicidando. Os casos começaram a ocorrer diversos em lugares do mundo, até chegar a sua cidade, seu bairro. Segundo se falava, ninguém sabia ao certo o que era, diziam apenas ser algo muito além do que a mente humana conseguia suportar, levando os seres humanos à loucura assim que apareciam em seu campo de visão.
A narrativa ocorre em duas vertentes paralelas, os últimos dias de um grupo de pessoas ao qual Maloire se uniu e na luta desta mesma personagem em levar seus filhos para um lugar mais tranquilo,  mais seguro. Essa viagem, feita através de um rio onde ela e as crianças estão vendadas, ocorre quatro anos após o nascimento das crianças, quatro anos após Maloire ver seus amigos pela última vez.

Fazemos isso com nós mesmos fazemos isso com nós mesmos FAZEMOS ISSO  com NÓS MESMOS. Em outras palavras ( guarde isto! ): O HOMEM É A CRIATURA QUE ELE TEME. 
Um triller psicológico emocionante que traz o medo do desconhecido como pano de fundo. Como deter e vencer algo que não conhecemos e que não podemos ver? Ao mesmo tempo, mostra a luta do ser humano em vencer seus próprios medos até mesmo através de meios tidos como estranhos e pouco ortodoxos, que ao meu ver se deram por pura necessidade de trabalho em equipe e instinto de sobrevivência.
É um livro que prende o leitor de início ao fim, várias vezes me peguei prendendo a respiração e angustiada com o que poderia acontecer mais a frente, nas páginas seguintes... para quem gosta de suspense, este livro é mais do que indicado.

Espero que tenham gostado! Até a próxima!