sexta-feira, 20 de julho de 2018

Resenha: Sexta-feira 13: Roderic, o Caçador – Livro I (Diogo Cavalli)

Exemplar cedido pela Editora Xeque-Matte

Autor: Diogo Cavalli
Editora: Xeque-Matte
Páginas: 185
Ano: 2018

Sinopse: Criado desde muito pequeno por um padre, Roderic comete o maior erro da sua vida ao deixar que seus amigos o convençam a realizar o “jogo do copo” no interior da igreja que ele cuida. Uma Sexta-Feira 13, um copo consagrado, um corte acidental, uma gota de sangue sobre o tabuleiro, abrem um portal para Mition, a dimensão dos monstros, e com isso lendas há muito esquecidas ressurgem diante dos olhos dos garotos. Após serem banidas deste local sagrado, fogem para outros portais e desaparecem. No entanto, a verdade era outra, as criaturas mantinham-se soltas entre o passado e o futuro, ou seja, pontas soltas em uma linha temporal existente entre os portais, que a qualquer deslize poderia ser mudada, comprometendo o destino de toda a civilização. O único capaz de caçá-los será o próprio Roderic, o herdeiro dos caçadores de monstros que há muito tempo realizaram essa tarefa. Seu sangue os libertou, e entre dor e suor ele os deverá caçar. A mercê de monstros sanguinários que espreitam tanto na luz quanto na escuridão, Roderic encontrará ajudas bem inesperadas, que exigirão dele muito discernimento em qual decisão tomar... SKOOB 

     Roderic cresceu em uma igreja, cuidado por um padre. Certo dia, mais precisamente em uma Sexta-feira 13, um jogo muda completamente sua vida. Um pequeno acidente acontece e uma gota de seu sangue é derramada, abrindo um portal para Mition, a dimensão dos monstros. Criaturas de várias lendas foram soltas e, ao serem banidas da igreja, não retornaram a sua dimensão. Ao invés disso, fugiram para diversas cidades e em épocas diferentes. Sim, algumas no passado e outras no futuro, podendo causar grandes mudanças na linha temporal atual. Foi após esse episódio que Roderic descobriu sua verdadeira história, em suas veias corria sangue de caçador, assim como seus pais foram. E cabia ao jovem recapturar todas as criaturas lendárias e enviá-las de volta a Mition. Após algumas orientações e explicações do padre, o jovem inicia sua viagem, sem sequer imaginar o quanto grandiosa seria.
     A aventura começa logo nas primeiras páginas, tudo acontece muito rápido. Uma simples brincadeira muda a vida de Roderic para sempre, sua vida pacata dá lugar a uma grande e perigosa missão. Guiado por um objeto sagrado, o jovem viaja para diferentes localidades e tempos. Em cada local uma nova aventura, para ele e para o leitor. As criaturas lendárias podem mudar o rumo de toda a humanidade. Ele conhece novas pessoas que o ajudam, surgindo até mesmo amizades improváveis pelo caminho.
    Confesso que fiquei preocupada em achar a história confusa, já que se passa em vários momentos diferente, no entanto, isso não ocorreu. A leitura foi fluida, divertida e rápida. É perceptível que houve uma grande pesquisa do autor sobre os cenários e as lendas apresentadas (Algumas eu não conhecia e adorei saber mais sobre elas.) Roderic foi amadurecendo em sua jornada, aprendendo não apenas sobre o ofício de um caçador, mas principalmente sobre si mesmo e sobre a vida. Acredito que o melhor de tudo foi rever seus conceitos em relação às criaturas, observando que nem todas eram malignas e que havia muito mais sobre cada uma. O enredo, mesclando fatos reais e fantasia, tornaram a história rica e prazerosa de se acompanhar. O desfecho me prendeu completamente e me surpreendeu. Não deixando qualquer ponta solta, vários acontecimentos estavam interligados e faziam parte de um grande plano de vingança, iniciado em outra vida, em outra época.
Acredito que este livro é uma ótima opção para quem quer sair de uma ressaca literária, afinal, quem não gosta de uma leitura leve e estimulante? Ficou interessado? Clique aqui e adquira o seu!